Utilização da Terapia Floral como mediação do estresse do(a) cirurgião(ã)-dentista e sua equipe

A Terapia Floral consiste no uso das essências vibracionais florais cujo precursor foi o médico homeopata e bacteriologista inglês Dr. Edward Bach (1886-1936), que sistematizou as primeiras essências mundialmente conhecidas como os Florais de Bach (BARNARD, 2012).

Depois disso, diversos pesquisadores de vários países sistematizaram outras essências nomeando-as com o nome da região em que foram encontradas ou de acordo com a inspiração pessoal dos pesquisadores. No Brasil, podemos citar os mais conhecidos: Florais de Minas, Florais da Amazônia, Florais do Cerrado, Florais Filhas de Gaia, Florais de Saint Germain e os Florais quânticos. Em outros continentes, também encontramos diversos sistemas florais: Florais Australianos, Florais da Califórnia, Florais do Alasca, entre outros.

Desde que surgiram, há quase 90 anos, os florais têm sido usados e muito se têm estudado sobre seus mecanismos de ação. Com o advento da Epigenética e da Física Quântica ficou claro que os florais emitem vibrações que sensibilizam a membrana celular, interferindo na produção das moléculas do DNA, influenciando a manifestação genética, ainda que não cause modificações na estrutura dos genes (LIPTON, 2007).

O estresse é uma reação do nosso organismo a um estímulo. Ocorre quando é liberada uma mistura complexa de hormônios, como adrenalina, cortisol e norepinefrina para preparar o corpo para a ação física. As causas do estresse podem, ainda, ser internas ou externas.

- Internas: inatas da personalidade, como a agitação mental, medos, rejeição;
- Externas: estão relacionadas com o ambiente, com as mudanças de maneira geral; transição de trabalho (desemprego, promoção, aposentadoria); rompimento de relação afetiva; solidão; nascimento de filho; nova moradia; adoecimento; morte de familiares ou pessoas queridas; trânsito etc.

O profissional de Odontologia é exigido a todo instante em todos seus aspectos - físico, emocional, mental e espiritual -, para realizar com perfeição o seu trabalho. A atividade clínica exige habilidade manual, destreza dos movimentos precisos e delicados, acuidade visual, sensibilidade no tato, olfato aguçado, senso estético, sabedoria ao conversar e negociar com o paciente, perspicácia no planejamento, e gerenciamento do ambiente da equipe, incluindo-se o técnico de prótese dentária. Acrescente-se a isso, a necessidade de atualização e aprimoramento constantes. Concordemos que são muitos os fatores a coordenar para que tudo esteja em perfeita harmonia.

Na atual conjuntura, a tudo isso se somou a preocupação muito mais acirrada com a biossegurança e com a questão financeira trazidas pelo isolamento social imposto pela pandemia da COVID-19.

A Terapia Floral aplicada à Odontologia proporciona excelente recurso de mediação do estresse a que está submetido o (a)profissional e sua equipe e as demandas emocionais dos(as) pacientes, porque contribui para o equilíbrio das emoções e dos centros energéticos, trazendo-lhes consciência do momento presente.

Os Florais de Bach são os mais utilizados no mundo. As essências florais de maneira geral são de fácil aquisição e não têm contraindicações.

Vejamos algumas dessas essências que podem ser muito úteis no dia a dia do consultório, tanto para o cuidado da equipe profissional quanto para o tratamento odontológico, uma vez que lidamos frequentemente com pacientes sob estresse; pacientes fóbicos e ansiosos, com disfunções, como bruxismo, fraturas etc.:

  • Mimulus - para aqueles que sentem medo do tratamento; não relaxam na cadeira odontológica;
  • Impatiens - para os que estão sempre apressados e querem que o tratamento termine o quanto antes; querem impor seu ritmo ao tratamento;
  • Chicory - para crianças de difícil condicionamento; neste caso deve ser ministrado aos pais também;
  • Gentian - para pessoas que se mostram pessimistas quanto à realização do tratamento;
  • Rock Rose - para aqueles que tiveram experiências desagradáveis em tratamentos;
  • Olive - para pessoas que se sentem exaustas e estão propensas a abandonar o tratamento;
  • Larch - para pessoas que se encontram com autoconfiança baixa e não acreditam serem capazes de obter um bom resultado no tratamento;
  • Cherry Plum – para pessoas muito tensas, com musculatura mastigatória rígida, que fazem apertamento e/ou bruxismo;
  • Walnut - para crianças em dentição mista, adolescentes, grávidas. Em mudanças que podem ocorrer durante o tratamento e que exigem adaptações;
  • Rescue - É uma fórmula composta de 5 (cinco) essências: Star of Bethlehem, Impatiens, Clematis, Rock Rose e Cherry Plum. É indicada para momentos de apreensão, situações de medo, situações inesperadas, acidentes, mal-estar de maneira geral. Recomenda-se sempre tê-la disponível no consultório em forma de solução, creme ou spray.
  • A prescrição pode ser feita de cada uma dessas essências separadamente ou associadas em um mesmo frasco. A posologia mais utilizada é tomar 4 gotas, 3 vezes ao dia.

    Como dissemos existe uma gama enorme de essências de diversos sistemas que somente com estudos aprofundados se poderá prescrever com propriedade e segurança.

    Ao utilizar a Terapia Floral como complementar a equipe profissional e o(a) paciente desfrutarão de um tratamento odontológico mais eficiente e diferenciado pela visão de que estamos inseridos em um sistema complexo constituído de espírito, mente, emoção e corpo físico, cujas particularidades influenciam fortemente no diagnóstico e plano de tratamento.

    Autoria
    SUSY CRISTINA ROSA SIMÕES, CRO-DF-3329
    Cirurgiã-Dentista
    Especialista em Endodontia
    Habilitada em Terapia Floral
    Conselheira Suplente e Presidente da Câmara Técnica de Odontologia Integrativa do CRO-DF

    Bibliografia:
    BACH, Edward - Coletânea dos escritos de Edward Bach. Edição Julian Barnard, São Paulo: Flower Remedy Programme, 2013;

    BACH, Edward - Os Remédios Florais do Dr. Bach, incluindo Cura-te a ti mesmo. 19ª Edição, São Paulo: Pensamento-Cultrix, 2006;

    BARNARD, Julian - Remédios Florais de Bach, FORMA E FUNÇÃO. Edição Julian Barnard, São Paulo: Healing Essências Florais, 2012;

    CAPRA, Fritjof - A visão sistêmica da Vida: uma concepção unificada e suas implicações filosóficas, políticas, sociais e econômicas - São Paulo: cultrix, 2014;

    LIPTON, Bruce H, A - Biologia da Crença: ciência e espiritualidade na mesma sintonia - 1ª Edição, São Paulo: Butterfly Editora, 2007.

    www.florais.com.br
    www.revistasaudequantica.com.br
    www.fsg.com.br
    www.healingflorais.com.br
    www.floraisfilhasdegaia.com
    www.einstein.br/tudo sobre estresse